eventos_menu





Ataques com seringas levam medo à população de Arapiraca



Má onda de ataques com agulhas de seringas está provocando medo e pânico na população de Arapiraca, sobretudo nos moradores de bairros periféricos da segunda maior cidade de Alagoas.

Três pessoas, incluindo uma criança e uma mulher teriam sido vítimas dos ataques.

O único caso confirmado até agora é de uma criança de apenas dez anos de idade. O garoto estava brincando na porta de casa, na manhã de ontem (19), no bairro Cacimbas, e uma pessoa não identificada injetou uma agulha de seringa no menino.

Desesperada, a mãe do garoto levou o filho até o Hospital de Emergência Daniel Houly, e, no início da tarde, a criança foi transferida para o Hospital de Doenças Tropiciais (HDT), em Maceió.

O Serviço Social do Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, está acionando o Conselho Tutelar para acompanhar o caso do ataque ao menino.

O hospital não confirmou os outros dois casos e que teriam como vítimas duas mulheres. Um dos ataques teria ocorrido nas imediações de um açougue e o terceiro caso nas proximidades de uma loja na Rua 15 de Novembro, no centro comercial de Arapiraca.

O medo da população é de contaminações por HIV, hepatite, tétano e outras doenças virais.

Nesses casos, a vítima deve ser levada imediatamente a um hospital para receber vacina e medicação antirretroviral.

Tribuna Hoje